“O normal era eu bater nele. Tive que me controlar pelo bem do grupo”, diz Tréllez

atacante Tréllez, do Vitória, comentou a agressão cometida pelo zagueiro Rodrigo, no duelo contra a Ponte Preta, no domingo, em Campinas. O colombiano afirmou que precisou se controlar para não revidar e comemorou sua decisão, já que, com um jogador a mais, o Leão conseguiu marcar três vezes e vencer a Macaca por 3 a 2.

– Nesse tipo de jogo importante, sempre vão ter coisas que os adversários vão usar para desestabilizar o outro time. Fiquei tranquilo, sabia que não podia me descontrolar. O normal era eu bater nele. Não vou mentir, passou pela minha cabeça fazer isso. Mas tive que me controlar pelo bem do grupo. Todos juntos podemos ganhar um jogo muito importante para a gente – disse Tréllez.



O colombiano também afirmou não entender por que o zagueiro Rodrigo tomou aquela atitude, já que os dois não estavam sequer se falando dentro de campo.

– Eu estou bem, estou tranquilo. Não sei por que ele tomou aquela atitude. A gente não estava falando nada dentro de campo. Por sorte, isso ajudou a gente. Ficamos com um jogador a mais e era um jogo importante. Estou contente pela atitude do time no segundo tempo, porque conseguimos virar.

Tréllez foi agredido por Rodrigo aos 19 minutos do primeiro tempo, quando o placar marcava 2 a 0 para a Ponte. O zagueiro da Macaca foi expuloso depois de o quarto árbitro avisar Ricardo Marques Ribeiro, o árbitro principal. Com um a mais em campo, o Vitória virou o placar, com dois gols de Tréllez. O jogo acabou encerrado aos 38 minutos do segundo tempo, após torcedores da Ponte invadirem o gramado.

Fonte: sportv.globo.com

Deixe Sua Opinião - Comente Abaixo :
%d bloggers like this: