Filme paraibano ‘Ilha’ é o maior vencedor da Mostra Sesc de Cinema

filme “Ilha”, do paraibano Ismael Moura, levou três dos sete prêmios aos quais concorria na etapa nacional da Mostra Sesc de Cinema, que aconteceu na noite desta quinta-feira (13), no Rio de Janeiro. O curta-metragem ganhou os prêmios de direção de fotografia, com Bruno de Sales, e direção de elenco e direção de ficção, com Ismael Moura.

“Estou super feliz. Poder representar meu estado em uma mostra com tamanha visibilidade, a nível nacional, e sair com três prêmios é muito gratificante. Devo muito a toda equipe do ilha, a todos os profissionais que acreditaram no meu roteiro e ao Jabre, laboratorista de roteiro que vem dando a oportunidades dos realizadores do interior mostra seus trabalhos”, comemorou.

Ismael Moura é natural do município de Cuité e também é responsável pelo roteiro, argumento e pesquisa do curta-metragem.

“Não poderia me sentir mais orgulhoso em poder mostrar um trabalho realizado na minha cidade [Cuité], a qual me orgulho em ter não só o ator Fernando Teixeira, de João Pessoa, como o meu conterrâneo, o jovem Walison Pereira, que fez com tamanha mestria seu papel”, disse.

“Ilha” mostra um homem já de idade avançada, que vive com seu filho autista em um isolamento total. O desconhecimento do problema o faz lidar de uma maneira aparentemente irracional, acorrentando o jovem como forma de proteção.

Os outros vencedores, por categoria, foram: melhor roteiro, Levino (Brasília-DF), de Gui Campos, David Alves e Ana Hoeper; desenho de som, O Último Retrato (Curitiba-PR), com Arthur Tuoto; direção de arte, Solon (Belo Horizonte-MG), com Luiz Roque e Thais de Campos; montagem, Enzo (Anápolis/GO), com Hugo Crisóstomo; e direção documentário, Limpam Com Fogo (São Paulo-SP), com Cesar Vieira, Conrado Ferrato e Rafael Crespo.

“Nosso objetivo é promover a difusão da produção cinematográfica brasileira que não chega ao circuito comercial de exibição. Com a Mostra, o Sesc também cumpre uma missão importante da atuação na área cultural, que é democratizar o acesso dos cidadãos ao cinema, além de permitir que artistas e cineastas de todo o Brasil possam mostrar seus trabalhos”, destaca a técnica de Cultura, Nadia Moreno.



Fernando Teixeira (esq.) e Ismael Moura (dir.) durante a produção do filme ‘Ilha’ (Foto: Adom Vieira/Divulgação)

Fonte: g1.globo.com/pb
Acesse Aqui Mais Noticias no Portal da Paraíba

Deixe Sua Opinião - Comente Abaixo :

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: