Em 300 dias, florestense cria própria máquina de perfurar poços artesianos

Seguindo a máxima de que na crise, crie, o aposentado popularmente conhecido como Basto da Barraca, da cidade de Nova Floresta, Curimataú paraibano, projetou e com 300 dias de trabalho realizou o sonho de construir a sua própria máquina de perfurar poços artesianos.

O inventor fez o teste e perfurou o primeiro poço da engenhoca em frente à sua residência, na Rua Pedro Gondim. Para comemorar, Basto serviu banho de graça aos vizinhos.

“Eu cheguei há 300 dias de trabalho para conseguir. Alguém mangava de mim, alguém dizia que eu tava doido. […] Quando você bota na cabeça para fazer qualquer coisa é só ter força de vontade”, declarou o inventor ao radialista Galvani Silva.

O MacGyver de Nova Floresta conta, ainda, que o seu objetivo é perfurar cinco poços, entre os locais a serem contemplados está uma propriedade do mesmo na zona rural. “Eu quero ver riqueza, eu quero ver produção, eu vou deixar a produção pra quem? Pros meus filhos, meus netos, meus bisnetos”.

Movida a diesel, a máquina não foi construída de primeira. Seu Basto conta que montou e desmontou várias vezes, até que a mesma deu certo.

Confira abaixo o vídeo gravado pelo radialista Galvani Silva.




Fotos e video : Reprodução/Facebook/Galvani Silva e Gustavo Camelo

 

Fonte: blogdoflavio.com

Acesse Aqui Mais Noticias de Nova Floresta no Portal da Paraíba

 

Deixe Sua Opinião - Comente Abaixo :

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: